quinta-feira, 12 de maio de 2011

Primeiros trabalhos escolares

A Laura já desenvolveu diversos trabalhos escolares nos primeiros quatro meses de escola e estamos super orgulhosos! Ok, na maioria das vezes ela nem deve entender direito ainda do que se tratam e alguns dá pra ver que ela teve uma boa ajuda das professoras, mas não deixa de nos deixar todos babando, desde os pais até os avós!

A escola trabalha com unidades que duram duas semanas. Por exemplo, houve uma unidade sobre a família e uma sobre alimentação (frutas e vegetais). Chegaram a fazer uma excursão ao supermercado para visitar a seção de frutas e verduras e para comprar algumas.

Quanto aos trabalhos, o primeiro que ela trouxe para casa foi álbum dos primeiros meses de escola. São vários trabalhinhos reunidos numa pasta com a foto dela na capa. Achamos particularmente legal o decalque das mãozinhas na capa também, como se fosse uma assinatura!

Trabalhos dos primeiros meses de escola

Depois teve o "My First Book", que inclui diversos trabalhinhos relacionados a frutas e vegetais. Teve um evento com as famílias, o "Maple Bear Open House", para apresentar esse livrinho.

Livrinho sobre frutas e vegetais

No evento, os pais fizeram o final da aula juntos com os filhos, participando das atividades e depois sentando-se à mesa com eles para folhear o livro. No caso da Laura, a primeira parte, a de participar das brincadeiras, não correu muito bem. A Junia não pôde ir e fomos eu e a babá. Assim que os pais começaram a entrar na sala de aula e ela me viu, deu pra perceber a cara de espanto, como se tivesse sido pega de surpresa. Eu a abracei e beijei e ela só ficou me olhando e olhando para os outros pais.

Assim que começou o "Circle Time", que é quando todos se sentam em círculo para iniciar as atividades, ela começou a chorar dizendo que não queria. Até a professora fez cara de espanto, sem entender o motivo do choro. Outras crianças pareciam também estar estranhando um pouco, mas só a Laura chorou! Mas isso está de acordo com o perfil dela: precisa de um tempo para se adaptar ao ambiente. Tanto que, na segunda parte, quando nos sentamos para ler o livrinho dela, entrou no clima rapidamente. Ficava repetindo os nomes das frutas e verduras que eu apontava com entusiasmo e quis repassar várias vezes.


Laurinha e papai lendo o livrinho juntos

Não podemos deixar de falar também dos presentinhos do Dia das Mães, é claro! Ela pintou uma sacola de supermercado que ficou uma graça! Deu para a mamãe durante o encontro de comemoração ocorrido no Parque da Cidade.


Presente do dia das mães

E fez também uma peça de argila com sua mãozinha impressa e um cartãozinho. Se já foi tão emocionante ver a mamãe recebendo esses presentinhos da nossa gatinha, nem posso imaginar o que vou sentir no dia dos pais!

Segundo presente do dia das mães


A seguir, algumas fotos do conteúdo do álbum e do livrinho, além de outros trabalhinhos.


Apresentação: trabalhos escolares

3 comentários:

  1. Olá, Douglas! Parabéns pela princesinha, ela parece ser muito fofa! Estou considerando matricular minha filha de dois anos em uma escola Maple Bear que acaba de abril em São José do Rio Preto. Pelo que li no blog, vocês estão gostando bastante da experiência. Tem algum ponto negativo que você destacaria? Ela tem alguma dificuldade com o português desde que foi matriculada? Agradeço a atenção! Um abraço,
    Sabrina

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sabrina.
    Realmente estamos adorando a Maple Bear e, até o momento, não conseguiria destacar um ponto negativo.

    Quanto a dificuldades com o português, a Laurinha não tem. No caso dela, falamos inglês em casa desde os primeiros meses de vida e português fora de casa (minority language at home). Então a escola não trouxe novidades neste aspecto da exposição ao inglês. Mas você verá que a educação bilingue não traz este tipo de problema, embora seja natural que eles misturem um pouco no início. Há muitos mitos em torno da educação bilingue, mas você vai ver que é um processo bem natural. Você certamente já deve estar buscando informações sobre o assunto e podemos recomendar alguns livros, veja neste post: http://coisinhasdelaurinha.damarques.com/2010/06/reading-on-go.html. Somos entusiastas da educação biligue e será um prazer trocar informações.Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Meu filho de 1 ano e 10 meses estuda na Maple Bear em João Pessoa. Estou plenamente satisfeito até o momento, já se passaram uns 2 meses. Por se tratar de uma rede de ensino internacional, eles são muito preparados para resolver diversos problemas, especialmente quanto a adaptação das crianças e a alimentação. Comparo com a escola da minha sobrinha, que não é a Maple Bear e fico cada dia mais impressionado com a experiência que eles possuem, apesar da escola estar no primeiro ano. Quando ao bilinguismo, estou achando muito enriquecedor. Luca, meu filho, ao contar de 1 até 10, mistura números em português e inglês, não vejo isso como um problema. Mas para finalizar o melhor que acho da escola é a metodologia, independente de ser bilingue. A metodologia é canadense e foca muito em brincadeiras educativas, leitura e estórias. Técnicas que são cientificamente comprovadas levarem ao sucesso de aprendizagem, não sei porque são tão pouco adotadas em escolas brasileiras.

    ResponderExcluir