terça-feira, 25 de setembro de 2012

Barriguinha pós-parto - fim do tratamento!!

Minha segunda consulta de acompanhamento, em 21 de agosto, não foi tão animadora. Em relação à anterior, as medidas foram as seguintes:
  1. acima do umbigo: 1 dedo - superficial
  2. umbigo : 3 dedos - média
  3. abaixo do umbigo: 2 dedos - superficial
Ou seja, tinha praticamente fechado a diástase acima do umbigo, mas não tinha saído do lugar em relação ao umbigo e abaixo. Conforme avaliação da Rafaela, tive dois problemas:
  1. estava fazendo o exercício principalmente sentada e com o foco na parte superior do abdomen
  2. a faixa estava se deslocando e deixando a região do umbigo e abaixo "desenfaixadas" a maior parte do tempo.
Assim, ela sugeriu as seguintes modificações:
  1. fazer os exercícios em pé e segurando uma faixa em torno do umbigo em parte das séries de contrações
  2. colocar a faixa da cintura para baixo (cobrindo bem o umbigo), deixando descoberta a parte do abdomen em que a diástase já estava fechada.
Embora tenha ficado um pouco desanimada, continuei seguindo a rotina à risca. No último dia 18 voltei para nova avaliação. Finalmente, recebi alta! O que siginifica que a diástase fechou e não preciso mais usar a faixa. Eis as medidas:

  1. acima do umbigo: zero (praticamente sem espaço)
  2. umbigo : 1 dedo - superficial (segundo a Rafaela isto é o normal, por conta da cicatriz umbilical)
  3. abaixo do umbigo: zero (praticamente sem espaço)

Na ordem: primeira consulta, após 3 semanas, após 7 semanas, final (10 semanas)

 As séries acima mostram as fotos tiradas a cada consulta. Na primeira consulta, acabei estufando a barriga na foto de perfil por ter entendido mal quando a Rafaela pediu para "soltar" a barriga. Isso distorceu um pouco a primeira série, mas não muito. A segunda série são fotos de frente com a barriga  contraída, dos mesmos períodos (para evidenciar a definição dos músculos). A barriga está um pouco marcada também pelo fato de as fotos terem sido tiradas logo após tirar a faixa para fazer a avaliação.

Daqui para a frente, a rotina de manutenção inclui os mesmos exercícios em quantidade menor e o mesmo cuidado na contração do abdomen, sempre que realizar movimentos que forcem o abdomem para frente.

Ainda há o que melhorar, mas posso dizer que atingi minha meta. Só resta levar as roupas para a costureira ajustar a cinutra :)

21 comentários:

  1. Parabéns Junia!!!!! Fico feliz que o tratamento tenha dado certo :))))) Beijos

    ResponderExcluir
  2. Junia,
    Sou como você, sempre fui magra, tinha uma barriguinha bonita até a gravidez. Não engordei muito, apenas 8 quilos. Sou nutricionista e fiz tudo direitinho.
    Hoje, um ano e meio após o parto, estou mais magra, mas com aquela barriguinha parecendo de 4 meses, por causa da diastáse.
    Vi que você tratou com uma especialista em brasilia, e o resultado foi ótimo. Está linda.
    Moro em uberlândia. Já vi na internet alguns exercícios de ginástica hipopressiva. Será que funciona????
    Será que se eu comprar uma cinta normal já ajuda?
    Me desculpe o bombardeio de perguntas, mas quero muito perder esta barriguinha.
    Meu email é annaraquelsr@gmail.com

    um beijo

    ResponderExcluir
  3. Anna, vou te responder com mais detalhes por e-mail. Não conhecia a ginástica hipopressiva, mas parece que tem semelhança com os exercícios que pratico. Também não posso falar sobre a cinta, mas a Julie Tupler, autora do método, sugere no livro até o uso de uma faixa de pano. Pessoalmente, acho esta opção mais difícil, mas é testar para ver.

    Recomendo o livro da Julie Tupler, acho que dá para seguir as orientações sozinha. Mas o ideal é fazer com acompanhamento. Se puder, entre em contato com a Rafaela, ela atende à distância.
    Abraço e boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou aguardando seu email, mas estou muito apreensiva, como consigo entrar em contato com a Rafaela?

      Biancasgotard078@gmail.com

      Excluir
  4. Poxa Junia, que vitória hein? :)

    Esse tratamento é uma ajuda e tanto para nós mamães há algum tempo e ainda com a tal barriga de "grávida".
    Eu estou indo para a 3ª semana de tratamento.. torço que obtenha êxitos assim como vc.
    Obrigada por compartilhar essas informações.
    Abraços,
    Lílian

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lilian,
    Obrigada! Normalmente seguindo direitinho a rotina, não tem erro. Mas cada corpo responde diferente, uns mais rápidos, outros mais lentos... Mas no fim é só uma questão de tempo e dedicação, acredite.

    Torço pelo seu sucesso!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Junia, moro numa cidade pequenininha no interior do E.S. e não estou encontrando profissional para tratar minha diástase, por favor, peço que me envie um email com o contato de alguém que poça me fornecer essa faixa e o tratamento. Aguardo seu contato ansiosamente, Bianca.
      Biancasgotard078@gmail.com

      Excluir
  6. Parabens Juninha! Que bom que o tratamento funcionou bem.

    ResponderExcluir
  7. Oi Junia! Comecei o tratamento sábado agora, estou bastante animada!Minha faixa fica subindo toda hora, a sua também ficava?
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi,Vanessa,
    a faixa sai do lugar, sim. Acabei me habituando a recolocá-la algumas vezes por dia. Isto também fez com que a diástase do umbigo pra baixo demorasse mais a fechar e tive que usar a faixa em duas etapas: depois que fechou acima do umbigo, usei a faixa mais localizada da cintura para baixo. Uma coisa que ajudou a manter a faixa no lugar foi usar camisete por baixo. Achei que sai menos do lugar do que quando se usa direto sobre a pele.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns! Junia

    Estou mais animada depois que vi suas fotos de antes de depois, descobrir que também estou com diastase abdominal depois de um ano, já emagreci e barriga continua lá, nada da bixinha sair to esperando ela baixar até hj rsrsrsr! então resolvi pesquisar e descobrir que seria isso agora estou correndo a atrás pra tentar reverter essa situação.Como faço para entrar em contato com a Dra. Rafaela?Vc fez alguma dieta? é essa faixa compro aonde?Por favor me ajude preciso urgente resolver isso, e feio demais uma pessoa magra com barriga, vixi um horror!!

    Obrigada! E parabéns pelo resultado.

    bjsss!Fique com Deus.

    Jeane



    ResponderExcluir
  10. Oi Jeane, você vai encontrar as respostas para as suas dúvidas neste post: http://coisinhasdelaurinha.damarques.com/2012/07/barriguinha-pos-parto.html

    Fazendo a busca na página do blog por "diástase" você vai achar outros posts relacionados e ver como foi o tratamento.

    Obrigada pelo comentário e boa sorte!

    ResponderExcluir
  11. Junia, achei super bacana vc ter compartilhado os resultados. Quando vc deixa sua barriga solta, vc percebe algum excesso de pele? Vc chegou a engordar muio na sua gravidez?
    Estou conversando com as profissionais habilitadas e licenciadas a aplicar o método (nenhuma em SP, infelizmente) e devo aplicar para fazer de forma remota. Onde vc comprou a faixa?
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andreza,
      engordei dentro dos limites na gravidez, mas minha barriga cresceu muito, pois sempre fui magra! Quando comecei a tratar da diástase já estava no meu peso de antes da gravidez. Eu ainda tenho sobra de pele na barriga, sim. Para isso você vai procurar um dermatologista ou uma clínica estética confiável para te orientar. Os resultados para mim foram dramáticos com o fechamento da diástase. Mas ele por si só não resolve tudo. Abraço!

      Excluir
    2. Esqueci de falar da faixa... até onde eu sei, no Brasil, você só compra com as profissionais certificadas. Fora isso, pode tentar comprar nos Estados Unidos, mas eles não vendem online. Tem que encomendar para alguém ou comprar lá. Veja o site http://www.diastasisrehab.com/diastore/product_info.php?cPath=1_7&products_id=82

      Excluir
  12. Oi Junia,

    Também fiquei com uma diastase após o segundo filho, já tinha pesquisado sobre a técnica Tupler, mas não sabia se funcionava. Gostei muito de achar seu blog e seus comentários na Internet. Vou entrar em contato hoje mesmo para comprar a faixa e o livro. Qto vc pagou por eles ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Roberta,
      não existe o livro no Brasil. Comprei uma versão eletrônica na Amazon, acho que não foi nem 10 dólares. Quanto a faixa, só está a venda no Brasil pelas profissionais certificadas. Paguei R$ 200,00 pela faixa. Mas se for aos EUA, você pode comprar por 48 dólares.

      Abraço,
      Junia

      Excluir
  13. Olá Júnia!
    Sinto-me angustiada assim como as outras colegas.Tive meu 3º filho em março de 2013 e a barriga insiste em não diminuir.Fico arrasada quando ponho uma roupa,minha autoestima está em baixa.Ajude-me a reverter essa situação.Moro no interior do Ceará e essa técnica ninguém conhece.Então diga-me como posso entrar em contato com a profissional que lhe acompanhou? À distância as orientações seriam eficientes? Como são os exercícios? Como se usa a faixa? Seria possível postar fotos...ufa... me perdoe pelo bombardeio de questionamentos,mas preciso de sua ajuda.Não esqueça de mim.Elisangela ( elisanpbrandao@hotmail.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elisângela, veja todas as minhas postagens relacionadas a barriguinha pós-parto em http://coisinhasdelaurinha.damarques.com/search/label/T%C3%A9cnica%20Tupler. Você também pode se beneficiar de respostas que já dei nestes posts. Esta é a lista de profissionais certificadas no Brasil: http://diastasisrehab.com/licensees.php#br. A profissional que me acompanhou é a Rafaela Rosa: http://www.rafaelarosa.com.br/index.php?p=contato. A princípio é possível fazer o tratamento a distância, mas isso é muito individual, nem todo mundo se adapta.
      Espero que esta informações ajudem. Boa sorte!

      Excluir
  14. Olá, moro no Paraná e por aqui não existe quem use a técnica. Preciso muito do contato de quem fornece a faixa. obrigada

    ResponderExcluir
  15. OI. Sou de Curitiba e minha diástase está me deixando louca! Não achei por aqui nenhum profissional que trabalhe com isso e vi em comentários acima que Rafaela faz atendimento a distância. Pode me passar o contato dela?
    mttcontabilidade@gmail.com
    Obrigada!

    ResponderExcluir