sábado, 22 de janeiro de 2011

Vamos mergulhar? Nããão!!!

Faz uns meses que a Laurinha vem tentando moldar as aulas de natação ao seu estilo! Parece que, após um ano e meio na mesma turma, já não acha mais graça nas brincadeiras repetidas.

Na escola onde a Laura faz natação, a turma de "Bebê 1" inclui as crianças de 3 meses a 2 anos de idade. Ela está lá desde os 5 meses de idade e sempre gostou. Mas desde que fez um ano e 9 meses, começou a se rebelar na aula.

Timidez ou tédio?

Por exemplo, na primeira metade da aula, a professora e os pais, com seus bebês, fazem uma roda e cantam enquanto fazem diversos exercícios com seus bebês, como bater os braços e pernas, mergulhar, etc. Um belo dia Laurinha começou a não querer fazer parte da roda. Já havia um tempo que ela vinha mostrando certa ansiedade, o que podíamos notar quando bloqueava os ouvidos com os dedinhos. Depois começou a não querer fazer o mergulho vertical, em que o adulto afunda a criança na água e às vezes se afunda junto. Por fim, não quer mais nem participar da roda!

Ela tem preferido ficar sozinha segurando na barra. Provavelmente porque ali ela tem os movimentos livres e pode se deslocar sozinha ao longo da borda da piscina. Faz isso com toda a facilidade. Às vezes só usa uma das mãos para segurar a barra e outras chega a ficar de costas para a barra.

Há alguns dias a instrutora começou a fazer a transição da Laura para o Bebê 2. Primeiro participando de algumas brincadeiras com as crianças do Bebê 2. Agora, no meio da aula, ela já pula para o outro lado da piscina para ficar com as crianças daquela turma.

A primeira vez não foi lá essas coisas! Todas as crianças, inclusive as do processo de transição, faziam os pulos de uma plataforma a outra, pela água. Já ela não queria nem saber! Sempre que a instrutora brincava com ela e pedia, ela dizia um "Não!". A instrutora disse que é assim mesmo e que ao ver todo mundo fazer ela vai acabar fazendo. Mas nós achamos que ela é meio imatura ainda, pois não se comunica direito ainda com a professora. Acho que talvez mais um ou dois meses serão suficiente para ela ficar mais madura um pouco e perceber a importância de participar mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário