segunda-feira, 21 de junho de 2010

Reading on the go

Atualmente, um Netbook e livros digitais (formato pdf) são meus companheiros inseparáveis. Como o tempo é sempre curto, a gente vai aprendendo novos truques :) - com um dispositivo móvel, dá pra fazer atividades como ler ou escrever este post, em qualquer lugar, a qualquer hora. Assim, esperar uma consulta médica ou fazer uma atividade em que não precise estar em "modo dedicado" (como lanchar), tornaram-se oportunidades de leitura.

Raramente leio algo que não esteja relacionado com a educação da Laurinha. Embora venha ganhando experiência, cada fase traz novas dúvidas. A diferença agora é que, como já temos opiniões mais formadas sobre criação/educação da Laurinha, fica mais fácil escolher livros. Procuro aqueles que estejam coerentes com a visão que temos desenvolvido. Comento alguns destes livros a seguir.

The Attachment Parenting Book : A Commonsense Guide to Understanding and Nurturing Your Baby (by William Sears and Martha Sears) - Não temos uma palavra exatamente equivalente a "Parenting" em português. Toda vez que traduzo por "criação", parece que está faltando alguma coisa, pois o termo é bem específico para dar nome ao esforço, competências e habilidades dos pais para criarem seus filhos. Mas, enfim, este livro descreve uma abordagem de criação baseada em apego, que tem se mostrado muito útil e adequada no nosso relacionamento com a Laurinha. Particularmente para mim, o conhecimento dos princípios do AP (Attachment Parenting) foi um divisor de águas. Uma luz num momento em que eu tinha muitas dúvidas sobre como lidar com esta nova pessoinha e sobre como exercer a maternidade. E continua útil até hoje.

Para uma visão geral do assunto recomendo os artigos sobre AP do Dr. Sears  e o resumo dos princípios do AP do www.attachmentparenting.org.

The Baby Sleep Book: The Complete Guide to a Good Night's Rest for the Whole Family (Sears Parenting Library - William Sears, Martha Sears, Robert Sears, James Sears) - Neste livro, basicamente, fui procurar dicas sobre problemas com o sono. A Laurinha ainda acorda à noite e, buscar conselhos com a maioria das pessoas sobre o assunto normalmente termina em ouvir coisas do tipo: desmame à noite ou deixe chorar (nem consigo imaginar isso... li o Nana Nenê  e nada me deixou mais horrorizada!).

Este livro me deu uma melhor compreensão das necessidades noturnas da Laurinha.  Hoje sinto-me bastante confortável com seu comportamento noturno. É algo natural e ao qual consegui me adaptar.  Cuidar da Laurinha à noite é investimento, não tenho dúvida. Mas o livro também dá soluções suaves para tratar do "problema" para quem não consegue lidar bem com a rotina de acordar durante a noite.

Positive Discipline: The First Three Years: From Infant to Toddler--Laying the Foundation for Raising a Capable, Confident Child (Positive Discipline Library) [ by Jane Nelsen Ed.D., Cheryl Erwin and Roslyn Ann Duffy]. - Esta visão de disciplina é muito interessante. A lógica é a seguinte: como é que você quer disciplinar seu filho por meio de medo, violência, humilhação, constrangimento (o que está por trás da maioria dos métodos tradicionais) e ainda esperar algo bom como resultado? Claro, a gente faz sempre o melhor que pode. Mas a mensagem aqui é que há abordagens criativas e menos desgastantes para o relacionamento entre pais e filhos.

No livro, a autora explica como os pais que usam de delicadeza e firmeza ao ensinar os filhos estimulam neles o auto-respeito, a autodisciplina, a cooperação, o bom comportamento e a capacidade de resolver os problemas da vida. O livro indica como praticar esta 'delicadeza e firmeza' simultâneas, concentrando-se nos comportamentos positivos.

The Bilingual Edge: Why, When, and How to Teach Your Child a Second Language (by Kendall King and Alison Mackey) e Raising a Bilingual Child [(Living Language Series) by Barbara Zurer Pearson] - Uma decisão que tomamos muito cedo sobre a educação da Laurinha foi a de dar para ela uma educação bilingue. Falávamos com ela em inglês desde que estava na barriga, mas começamos a fazê-lo de forma consistente mesmo, ela devia estar com uns 4 meses. Achamos que é algo que trará um grande benefício para ela, com baixo investimento da nossa parte e sem sobrecarregá-la. Temos usado a abordagem minority language at home e parece que está funcionando. No começo, lemos artigos na internet para nos informarmos sobre bilinguismo e depois optamos por comprar estes livros. Ambos são bons. Trazem informações tais como: o que dizem as pesquisas sobre desenvolvimento infantil e educação bilingue, benefícios, estratégias para ensinar um ou mais idiomas, relatos de casos, crenças e mitos relacionados com a educação bilingue. Pessoalmente, gostei mais do Raising a Bilingual Child.

Para fechar, quero dizer que escolher uma boa literatura de apoio fez e continua fazendo diferença para mim, pois contribuiu muito para que eu me sentisse mais segura nas minhas decisões como mãe. Mas, a teoria é sempre complemento. Sem seguir seu coração nada funciona.

Nenhum comentário:

Postar um comentário