segunda-feira, 14 de outubro de 2013

O primeiro animal de estimação

No dia 12 de setembro a turma da Laura fez um passeio ("field trip") ao Sítio das Andorinhas.  Na época as crianças estavam estudando animais que põem ovos ("egg layers") e tiveram oportunidade de entrar  em contato com vários deles no passeio.

Mas a grande surpresa apareceu quando o Douglas foi buscar a Laura na escola: cada criança havia ganhado um peixe!

Confesso que fiquei meio aborrecida com a escola, pois esperava, como em outras oportunidades, ter sido avisada ou consultada se desejávamos um animal de estimação, muito embora creia que esta comunicação não tivesse mudado o rumo da história: certamente a Laura ainda ia querer o peixe.

Sempre pensamos que, se um dia permitíssemos um animal de estimação em casa, seria quando a Laura já tivesse maturidade para assumir a responsabilidade de cuidar de um bichinho. Mas enfim, lá estava a "Lara" (foi como a Laura batizou o peixe) num aquário improvisado.

Em tempo: "Lara" é um tricogaster

Achei que ia durar pouco, mas uma semana depois estava eu comprando um aquário de verdade pra Lara (que até onde pesquisamos é um macho :-). E aqui estou um mês depois escrevendo sobre o assunto.

Apesar de andar dizendo toda satisfeita que tem um animal de estimação, a Laura não parece muito ligada à Lara, pelo menos não demonstra. Gosta de alimentá-la diariamente e me ajuda a limpar o aquário, mas não é do tipo que fica cercando o aquário.  De qualquer forma, já que a "Lara" está aqui, procuro envolver a Laura nos cuidados com ela sempre que possível.


Nenhum comentário:

Postar um comentário