terça-feira, 5 de outubro de 2010

Passeio na Torre de TV

Em 3 de outubro, depois de votar, levamos a Laurinha para um passeio na Torre de TV. Na verdade, a motivação para irmos até lá foi que haviam reaberto a fonte da torre, que estava em reforma havia algum tempo. Como a Laurinha adora água, então achamos que iria gostar.

Fonte da torre de TV: só molhança!

E realmente adorou! Também gostamos muito! A fonte é imensa e muito bonita, com jatos pra tudo quanto é lado. Mas em dia de muito vento, como foi esse em que fomos até lá, nuvens de água são lançadas contra as pessoas e fica todo mundo molhado. Obviamente, foi a parte que a Laurinha mais gostou! O calor estava bem forte e deixamos que ela aproveitasse a farra.

Fonte da Torre de TV (um pedaço da Torre no alto, à direita)

Brasília é uma cidade com muitos lugares pra se visitar, mas especialmente no Eixo Monumental há o problema da aridez. É muito difícil suportar um passeio por algum monumento depois das dez da manhã, devido ao sol forte e à falta de sombras (em nome da arquitetura!) Mas a fonte da Torre de TV é uma opção ótima, pois os esguichos liberam constantemente uma chuva fina bem refrescante. Nosso passeio foi por volta das dez e meia da manhã e o calor já estava bem forte, mas nem dava pra sentir.

Em seguida aproveitamos para subir ao mirante da Torre de TV. Queríamos ver a reação da Laurinha lá em cima do mirante, que fica a 75m de altura e permite ver a cidade toda. Ela começou a reclamar já no elevador, o que é normal, pois ela não gosta muito de elevadores. É engraçado que, ultimamente, dá pra saber bem quando ela está desconfortável com alguma coisa: tapa os ouvidos com os dedinhos, como que para se desconectar um pouco do problema :-) Consideramos isso uma evolução, pois significa que ela está aprendendo a lidar com sua ansiedade sem cair imediatamente no choro, que seria a resposta mais natural para as crianças mais novas.

No alto da Torre: a danadinha pediu pra subir no parapeito!

Lá em cima ela logo saiu correndo para explorar o mirante. E quis subir no beiral com toda a coragem! E olha que é muito alto e até eu fico desconfortável! No final, ficamos só uns 5 minutos lá em cima, pra tirar umas fotos, e descemos. Depois de algum choro no elevador (duas vezes em seguida foi muito pra ela), quando saímos compramos um pica-pau de madeira com rodinhas pra ela, que logo esqueceu o desconforto daquela lata de sardinhas.

Vovô e vovó, olha eu aqui no alto!

Passeio bem legal e ótima opção para as crianças, agora com a reabertura da fonte!

Nenhum comentário:

Postar um comentário